fbpx

Lula vira réu em caso de Guiné Equatorial

A Justiça Federal recebeu hoje (14) denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na qual se tornou réu por lavagem de dinheiro porque teria recebido R$ 1 milhão do grupo brasileiro ARG. Os valores teriam sido dissimulados na forma de doação ao Instituto Lula.

De acordo com o MPF, o pagamento teria sido feito depois que o ex-presidente influiu em decisões do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, as quais resultaram na ampliação dos negócios da empresa no país africano. A denúncia foi apresentada em novembro pela Força-Tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo.

“A abertura de uma nova ação penal contra Lula com base em acusação frívola e desprovida de suporte probatório mínimo é mais um passo da perseguição que vem sendo praticada contra o ex-presidente com o objetivo de impedir sua atuação política por meio da má utilização das leis e dos procedimentos jurídicos (lawfare)”, disse, em nota, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins.

Também responderá ao processo o controlador do grupo ARG, Rodolfo Giannetti Geo, que foi denunciado por lavagem de dinheiro e tráfico de influência em transação comercial internacional. Os fatos, segundo a denúncia, ocorreram entre setembro de 2011 e junho de 2012. Como Lula tem mais de 70 anos, o crime de tráfico de influência prescreveu em relação a ele, mas não para o empresário.

Denúncia

O MPF se baseou em e-mails encontrados após busca e apreensão realizada no Instituto Lula em março de 2016 durante a Operação Aletheia, 24ª fase da Operação Lava Jato de Curitiba. Segundo o MPF, o ex-ministro do Desenvolvimento do governo Lula Miguel Jorge comunicou à Clara Ant, diretora do Instituto Lula, que o ex-presidente havia dito a ele que gostaria de falar com Geo sobre o trabalho da ARG na Guiné Equatorial. Segundo o ex-ministro informava no e-mail, a empresa estava disposta a fazer uma contribuição financeira ao Instituto Lula.

Em maio de 2012, Geo encaminhou para Clara Ant, por e-mail, uma carta digitalizada de Teodoro Obiang para Lula e pediu que fosse agendada uma data para encontrar o ex-presidente e lhe entregar a original. Geo disse também que voltaria à Guiné Equatorial em 20 de maio e que gostaria de levar a resposta de Lula a Obiang.

O ex-presidente escreveu uma carta a Obiang, datada de 21 de maio de 2012, em que mencionava um telefonema entre ambos e sua crença no fato de que a Guiné Equatorial poderia ingressar, futuramente, na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. No mesmo documento, Lula informava que Rodolfo Geo dirigia a ARG, “empresa que já desde 2007 se familiarizou com a Guiné Equatorial, destacando-se na construção de estradas”. A carta foi entregue em mãos a Obiang pelo empresário.

“A denúncia não aponta qualquer ato concreto praticado por Lula que pudesse configurar a prática de lavagem de dinheiro ou tráfico de influência”, disse a defesa de Lula.

O MPF juntou à denúncia o registro da transferência bancária de R$ 1 milhão da ARG ao Instituto Lula em 18 de junho de 2012. Recibo emitido pela instituição na mesma data e também apreendido na entidade registra a doação do valor. No entanto, o MPF avalia que foi um pagamento de vantagem a Lula por influência ao presidente de outro país. A doação seria uma dissimulação da origem do dinheiro ilícito, segundo a denúncia, o que configuraria crime de lavagem de dinheiro.

A defesa de Lula nega a acusação. “A doação questionada foi dirigida ao Instituto Lula, que não se confunde com a pessoa do ex-presidente. Além disso, trata-se de doação lícita, contabilizada e declarada às autoridades, feita por mera liberalidade pelo doador”, diz o advogado de Lula.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: Agência Brasil-EBC

MANTENHA-SE INFORMADO COM O EXPRESSO

DICAS DE BELEZA     ACONTECIMENTOS    ESPORTES    ENTRETENIMENTO

O seu Jornal, tudo o que acontece no Brasil e no mundo e editoriais locais da 
Grande São Paulo, de Pernambuco e do Litoral Paranaense.
GRANDE SÃO PAULO - Principais manchetes do dia e notícias das cidades de Barueri, 
Osasco, Carapicuíba, Jandira, Itapevi, Santana de Parnaíba, Cotia, Pirapora do 
Bom Jesus e muitas outras cidades da Grande São Paulo.
PERNAMBUCO - Principais manchetes do dia e notícias das cidades de Recife, Olinda, 
Caruaru, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe, Paulista, Ipojuca, Cabo de Santo 
Agostinho, Petrolina, Juazeiro, Sirinhaem, Belo Jardim, Fernando de Noronha, 
Vitória de Santo Antão, Garanhuns, Gravatá, Igarassu, São Lourenço da Mata, 
Abreu e Lima, Santa Cruz do Capibaribe, Serra Talhada, Araripina, Carpina, Goiana, 
Arcoverde, Ouricuri, Escada, Pesqueira, Surubim, Palmares, Bezerros, Moreno
jornal, expresso, regional, jornal expresso, jandira, barueri, itapevi, osasco, 
santana de parnaiba, carapicuiba, são paulo, grande, cotia, pirapora, noticia, 
noticias, cidade, cidades, pernambuco, são paulo, jornal de jandira, cidade,
noticias da cidade, noticias de jandira,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *