fbpx

Casos de coronavírus aumentam 21% depois do Carnaval

Segundo dados do Ministério da Saúde, a média móvel de novos casos de covid-19 no Brasil subiu 21%, passadas duas semanas do Carnaval. No dia 13 de fevereiro, o número era de 44.566 notificações diárias. Já nesta 2ª feira (1º.mar.2021), os números mostravam média de 54.076 novos doentes, por dia.

 

 

A análise compara a média móvel de novos casos nas datas comemorativas e depois de duas semanas. Especialistas afirmam que existe uma maior probabilidade de transmitir o vírus em até 14 dias após ser infectado.

A maioria dos Estados cancelou folgas no Carnaval e manteve o funcionamento do serviço público, mas aglomerações foram registradas em diversas praias pelo país, e estabelecimentos foram interditados.

VARIAÇÃO PODE AUMENTAR

O aumento de 21% foi registrado em relação ao 1º dia de festividades. A comparação com a Quarta-Feira de Cinzas tende a ser maior, considerando que a média de casos atingiu nova máxima nessa 2ª (1º.mar).

ENTENDA O QUE É MÉDIA MÓVEL

O número de casos diários pode sofrer variações abruptas, sobretudo porque nos fins de semana há sempre menos casos relatados pelos órgãos de saúde. Uma forma de minimizar essas distorções é a média móvel de 7 dias.

Como o nome indica, soma-se o número de diagnósticos reportados a cada 7 dias e o resultado é dividido por 7. Assim, é possível obter uma média de quantos casos foram confirmados por dia naquele período.

 

 

1 ANO DE COVID-19

O 1º caso no Brasil foi confirmado em 26 de fevereiro de 2020 –exatamente 1 dia da 3ª feira de Carnaval daquele ano. Hoje, o país é o 3º em número de casos e o 2º em número de mortes pela doença.

Nesse 1º ano, uma pessoa pegou coronavírus a cada 3 segundos no Brasil. O Poder360 preparou uma reportagem especial com os principais números do 1º ano de pandemia. Leia aqui.

CADA VEZ MAIS INFECTADOS

Fevereiro se tornou o 2º mês com mais casos registrados desde o início da pandemia. Apenas janeiro teve mais diagnósticos confirmados.

O infográfico abaixo detalha o número de registros de infectados mês a mês. O Brasil tem mais casos agora do que no início da pandemia.

ESTADOS ENDURECEM MEDIDAS

Pelo menos 12 Estados e o Distrito Federal decidiram adotar medidas para limitar a circulação de pessoas, na tentativa de conter a pandemia, que completou exatamente 1 ano do 1º caso confirmado no Brasil.

As medidas enfrentam resistência de empresários, prestadores de serviço e políticos alinhados à gestão do presidente Bolsonaro. No domingo (28.fev), um grupo protestou contra o novo lockdown em Brasília em frente à casa do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

O presidente Bolsonaro também se posicionou contra as novas medidas. Ele disse que o lockdown não deu certo em 2020 e que, portanto, não seria bem-sucedido em 2021.

 

Fonte: Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *